terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Ele olhou no fundo dos olhos dela.
Era algo que ela não conseguia descrever, ela sabia que talvez fosse incerto, que fossem apenas alguns momentos e que logo acabaria, mas mesmo assim se deixou levar...Pelo carinho dele, pelas doces palavras que não soavam como mentiras de alguém que quer algo conquistar.
Ela tinha se apaixonado...
Incondicionalmente.
E ele parecia sincero, como há muito tempo ninguém tinha sido.
As mãos não se soltavam...E elas se procuravam mesmo quando todos estavam olhando.
O tempo com ele não passava...E ela queria que o tempo realmente não passasse...
Queria o tempo todo do mundo pra ficar ali.
Era como ela pensou...Era como nos filmes.
E o encanto daquele momento não parecia passar...E ela só se sentia triste ao lado dele quando pensava que um dia teria que se despedir.
Mesmo sem conhecê-lo direito ela sentia nele uma confiança, uma segurança inexplicável.
Era como se ele dissesse as coisas certas e fizesse as coisas certas todas de uma vez.
Ela sabia que sentiria muito a falta dele.
E só de pensar nessa possibilidade ela tremia.
Tremia de medo de sofrer outra vez.
Mas quando ele a abraçava, ela queria que ele não a soltasse mais.
E quando ele chegava por perto, ela sentia um misto de sensações...Um calafrio, uma alegria, um medo, uma timidez...Que ela quase não conseguia dizer nada.
E só dele estar ao lado dela, ela já se sentia bem.
Ele não precisava dizer nada...Só caminhar ao lado dela na chuva.
Não precisava fazer nada...Só ficar olhando nos olhos dela do jeito que ele aprendeu naqueles dias...
O que os olhos diziam...Só os dois sabiam.
E o medo que eles sentiam. Era só deles e de mais ninguém.
O que aconteceria depois que eles se despedissem ninguém saberia ao certo dizer ou prever...
Mas ela tinha se apaixonado.
Incondicionalmente.
(:

9 comentários:

As verdades esquecidas disse...

ah, Jesus! tô com os olhos cheios d'água, esse texto foi feito pra mim, foi? :x

As verdades esquecidas disse...

ain, eu quero saber! eu quero saber! o//
fé de serem boas.

Thiago disse...

que coisa linda!!! Essas paixões assim fazem um bem!

Janete Andrade disse...

descreveras exatamente a minha história de amor *-*
pena q acabou... :c

FELIZ 2009! *;

J.M disse...

Que lindo... é tão bom se sentir assim, e viver um amor assim. muda totalmente a vida da gente! pena que nunca pode ter um amor assim que durasse pra sempre.ahh enquanto ao comentario que vc deixo no meu blog, sobre os nosso pais, realmente somos meninas de sorte,e devemos agradecer todos os dias pelo pai que temos.

Já disse que adoro seu blog?

:: rita :: disse...

é uma musica - de heloisa rosa! canta muitoooo! ^^
.
.
.
agradeço pela visita!


[paz!]

Marcela' disse...

Ai, adorei seu texto; é bem história de paixão mesmo, aquelas emoções descontroladas e tal :')
entao, Baci significa Beijo em italiano..
e concordo com voce quanto ao meu texto.. internet engana muito e é dificil conhecer mesmo alguem por ela!
BACI, hehe

meus instantes e momentos disse...

belo texto.
Parabens.
Maurtizio

:: rita :: disse...

. quando fico beeem chateada, eu deito do lado contrario na cama! acho isso estranho! sobre ir pro blog... antes eu ia pro flogao, so que onde trabalho não funciona! sinto falta de lá!
.
um abraço mocinha!