terça-feira, 30 de dezembro de 2014

ano velho

Pode parecer meio clichê dizer que esse ano passou muito rápido, mas de coração eu acho mesmo que isso seja verdade.
Passou voando...Diante de nossos olhos como uma oportunidade perdida.
Mas aí me vem a frase "no próximo ano você terá 365 novas oportunidades" e embora essa frase também seja clichê, eu gosto de pensar assim.
Não vou mentir que esse final de ano senti um ponta de inveja dos meus amigos que estão na praia. Ano novo na praia parece sempre o ano novo mais legal.
E eu aqui em Palmas, e sei que sempre digo que amo Palmas, e amo mesmo essa cidade, mas esse final de ano dei uma certa desanimada.
Talvez eu devesse estar feliz, ainda mais por lembrar que ano passado a situação era bem pior, eu estava também em Palmas nessa época do ano mas com uma preocupação constante e até exagerada com o TFG. Quase não descansei, e lembro de ter passado o famoso e esperado "último dia do ano" escrevendo e escrevendo um incansável e interminável diagnóstico do Campus de Palmas da UFT.
E agora estou aqui, enfim formada, longe de preocupações com faculdade, curtindo um pouco das "férias" que resolvi me dar de presente de Natal.
Eita ano que passou rápido...Talvez por tantos acontecimentos que marcaram e que esperei por tanto tempo.
Eu me formei, comecei a trabalhar por "conta própria", marquei a data do meu casamento, fui a Copa do Mundo, comecei os preparativos do tão sonhado casamento e também vi meu irmão formar.
E estou assim bem longe de estar triste. Não é tristeza. Talvez seja o cansaço, talvez eu tenha me focado tanto em fazer tanta coisa que nem vi o tempo passar.
Talvez eu precisasse mesmo de um descanso, um bom descanso. De acordar 10, 11 horas da manhã como estou fazendo esses dias, e fazia muito, muito tempo que não fazia isso.
E oh...Revigora viu? Nada como ter uma boa noite de sono.
E por falar em ter um ano novo legal...Pensando sobre as viradas de ano que já passei, descobri algo, que talvez você que está lendo já tenha percebido também, e até eu mesma já tenha percebido isso em outras situações e tenha me esquecido...
Talvez eu seja clichê de novo ao dizer isso...Mas o que importa mesmo, de verdade, não é o lugar onde você está...Eu poderia estar em Paris hoje e ainda assim me sentir sozinha se não tivesse ao meu lado as pessoas que realmente fazem a diferença.
O que importa mesmo é as pessoas com quem você está, é ter ao seu lado quem você ama. E isso, graças a DEUS posso dizer que tenho (exceto pelo meu pai que vai passar a virada de ano longe).

Então...Feliz ano novo pra você que chegou até aqui! rs
Que DEUS nos abençoe cada dia mais!

:)

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Ao visitar alguns blogs me deparei com o seu, e quero dar-lhe os parabéns por partilhar o seu saber, gostei por isso deixo aqui um convite:
Ficaria radiante se visita-se o meu blog, e leia alguma coisa, meu blog é um blog cristão que fala de diversos assuntos.
É o Peregrino E Servo.
Desejo muita paz e saúde.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/